Quinta-feira, 5 de Agosto de 2010
A institucionalização do idoso

Nos últimos anos tem-se verificado um aumento progressivo de idosos na nossa sociedade. De forma gradual, mas principalmente a partir dos anos 50 e 60, foram-se criadas, quer pelo estado quer pela sociedade, algumas respostas e equipamentos destinados aos mais velhos, com o objectivo de promover o seu bem estar, mas também bons cuidados de saúde.

 

Nos finais dos anos 60 surgiram as primeiras valências de Centros de Dia. No início dos anos 80 surgem com mais intensidade os Serviços de Apoio Domiciliário, que têm por objectivo prestar alguns serviços do centro de dia no domicílio do utente.  

 

Muitos deles, nos dias de hoje, estão em instituições do Estado (IPSS) ou de âmbito privado (Casas de Repouso e Residências Geriátricas).

existem diversos motivos para recorrer à institucionalização, entre os quais: o idoso não ter condições para morar sozinho e não querer morar com a familia e esta não querer (ou não ter condições para) cuidar dele.

 

Entendemos por institucionalização o facto de os idosos passarem os dias inteiros numa instituição (integrando a valência de Lar) ou parte do seu dia (fazendo parte da valência de Apoio Domiciliário) que não a sua familia.

 

Esta "... é a forma mais cara de prestar cuidados de longa duração a pessoas idosas e a pessoas com deficiência. (...) Os custos da institucionalização podem chegar a ser sete vezes superiores aos dos cuidados ao domicílio" (Bach, Intintola e Alba, Holland, 1992, citado por Quintela).

 

A sua finalidade é permitir uma assistência melhor, companhia, um espaço de convivência maior do que teria supostamente em casa.

Por vezes os idosos vão por sua livre vontade para os Lares de idosos, Centros de dia ou Residências Geriatricas, mas alguns vão contra a sua vontade, ou com uma ideia diferente do local para onde vão.

 

As suas reacções à institucionalização são muito diferentes.

Deixamos uma curta metragem alusiva a esta temática. De nome: "Fuera de lugar", contou com os actores Andrés Resino e Claudia Molina. 

 

 



publicado por Susana Francisco às 10:20
link do post | comentar | favorito
 O que é?

1 comentário:
De filomeno a 14 de Março de 2011 às 16:59
R.I.P. Andrés Resino


Comentar este post

ANIM´ARTE - revista de animação sociocultural
pesquisar
 
Papel e Funções do Animador Sociocultural
sitios a visitar
relógio
O que se escreveu...

Encontro Europeu de Joven...

XIV CONGRESSO INTERNACION...

Encontro da Rede Iberoame...

Projecto de Animação de I...

Anim`arte - novo número

Anim´arte

Colaboração

Portugal é o país da OCDE...

Boa Páscoa

Novo número da revista: "...

Novo estatuto e código de...

Feliz Natal e um Bom Ano ...

de onde nos visitam
quem nos visitou...

widget
Arquivo do blog
IBSN: Internet Blog Serial Number 5-10-198-1984
blogs SAPO
subscrever feeds